sexta-feira, 28 de março de 2008

Coluna do João



Nesta coluna, falarei sobre a dublagem Maga, uma das responsáveis pelo sucesso das séries CH, o que deu vida e graça.

Dublagem Maga


Como muitos sabem, equipe responsável pela dublagem das séries CH era Maga, que dublou nos estúdios da TVS (atual SBT) e posteriormente Marsh Mallow.

Um serviço tão bem feito e dedicado que ainda “engana” muitas pessoas, que acham que as séries são brasileiras.

A dublagem era feita de forma “natural”, e não como um serviço como outro qualquer. Conforme alguns dubladores disseram, Marcelo Gastaldi sempre falava que quando fossem dublar, que fizessem o mais natural possível.

Algumas vozes não foram escolhidas por testes, e sim pelo próprio Maga, que ao ver cada personagem imaginava um amigo que tivesse a voz parecida, como por exemplo ele associou a personagem dona Clotilde a saudosa Helena Samara, que andava pelos corredores.

As adaptações eram muito bem elaboradas, como por exemplo o diálogo de seu Madruga leiteiro:

O leiteiro está de férias ou vacaciones?


Tradução sem adaptação

Dona Florinda- É, mas era o que está viajando que me trazia o legítimo leite da vaca!

Seu Madruga- Não me diga! Mas o leiteiro está de vaca!

Dona Florinda- De vaca?

Seu Madruga- De vacaciones! (férias em espanhol)

Tradução adaptada

Dona Florinda- Pois era o outro que viajou que me trazia o leite bom, de fé!

Seu Madruga- Sim, ele faz tudo com fé!

Dona Florinda- Com fé?

Seu Madruga- É! Tá de férias!

Outra coisa interessante, é que a série veio sem preparo algum para dublagem, logo a MAGA teve que improvisar nos ruídos, mas isso não era problema!

O engraçado é que antigamente, era bem mais difícil fazer a sonoplastia, pois a equipe de dublagem não tinha nenhuma referência de minutos e segundos, tudo tinha que ser na seca! Gravou o som? Sincronizou? Não sincronizou? Grava de novo! E nisso muito tempo era perdido.

Fora que certos sons gravados, logicamente não eram por CD e sim vinil! E a sincronia tinha que ser perfeita!

Mas a equipe da Maga caprichou na sonoplastia!

Ainda mais nas BGM’s que passam a ser clássicas das séries.

A dublagem de Marcelo Gastaldi era outra coisa que marcou, certas improvisações feitas na hora eram incríveis! E como ele era um dos diretores não havia nenhuma restrição.
Hoje em dia, nunca que o estúdio deixa passar um “aberrentar” ao invés de “arrebentar”, mas não são só essas improvisações não!
Temos a clássica “seu churro me vê um Madruga?”, isso não estava no texto!
Não foi só Gastaldi que entrou na dança das improvisações! No finalzinho do episódio O calo do seu Barriga, Sandra Mara tem a idéia genial de colocar o seguinte diálogo:



Chaves- Então ele não vai mais poder jogar futebol?

Chiquinha- Claro que não! Se ele só pisa na bola!

Eu acho que nenhum estúdio no mundo que dublou e que dublará Chaves poderá ser igual a Maga!
O capricho e talento dos dubladores foi uma das coisas que nenhum estúdio do mundo conseguirá ter!
Tudo por quê? Porque a Maga dublava CH com prazer, fazendo o serviço de boa vontade, porque eles gostavam da série!

Outra coisa que gostaria de esclarecer nessa coluna: redublagem.
Alguns episódios CH foram redublados, com algumas mudanças., como: Os chifrinhos de nozes, Cleópatra, o desjejum do Chaves parte 2 e outros.
Muita gente diz “Puxa, o Gastaldi redublava quietinho só pra ganhar mais dinheiro!”, mas não é bem assim!
Com os muitos remakes de Chespirito, provavelmente eles recebiam os mesmos episódios pra dublar, mas achavam que eram algum remake!.
Provavelmente eles não iriam ter o trabalho de traduzir, adaptar e dublar de novo.

Na década de 90, o SBT comprou mais lotes de episódios, e lá vai a Maga dublar, mas dessa vez na Marsh Mallow!

Novas BGM’s eram inseridas, algumas sumiam, novas claques (risadas), novos sons e muitas coisas novas!
Repare como é diferente a dublagem de “O filme de terror” e “O dia de São Valentim”, talvez porque sejam de época diferente, não?
Ainda há muita dúvida quanto isso, mas muita gente acredita que a Maga chegou a dublar episódios da década de 80, já no programa Chespirito.
Eu também tenho essa “fé”, não acredito que “Aventuras em Marte” foi dublado por acaso, além do mais, acredito que a Gota Mágica e Herbert Richards não dublou episódios da década de 80 porque o SBT já os tem dublados pela Maga, porém na gaveta.

Em 1995, morria Marcelo Gastaldi, junto com a dublagem Maga, na minha opinião, nenhum estúdio até agora conseguiu chegar aos pés da dublagem Maga ou superá-la.
Alguns anos depois a família de Gastaldi processa o SBT pedindo direitos de exibição, porém sem sucesso.
É engraçado, além de desrespeitar os fãs, o SBT também respeita os parentes dos dubladores já falecidos, como Mário Vilela, Older Cazarré e Marcelo Gastaldi.

É muito interessante com o tempo que você adquire conhecimento no assunto e vê cada coisa fantástica da dublagem, sobretudo da Maga, que marcou.
Bem pessoal, aqui termina mais uma edição da minha coluna.


Até a próxima!

3 comentários:

Placa de Vídeo disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Placa de Vídeo, I hope you enjoy. The address is http://placa-de-video.blogspot.com. A hug.

Wireless disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Wireless, I hope you enjoy. The address is http://wireless-brasil.blogspot.com. A hug.

Bruno disse...

Incrível essa coluna, eu já pensei inúmeras vezes a possibildade de eles terem dublado episódios dos anos 80, mas não dessa maneira. Caramba, eu achei muito legal essa coluna e me deixou impressionado.